Menu Ouça ao vivo

Fechar

  • O Grupo
  • Anuncie
  • Contato
  • Prótese dentária

    Higiene precisa ser feita de forma efetiva

    A prótese dentária tem o objetivo de restabelecer a função original e estética dos dentes ao paciente. Após a confecção e entrega, o paciente deve realizar a higiene de forma efetiva, pois quando isto não acontece, a prótese dentária se torna uma importante fonte de infecção.

    É necessário higienizar a boca, os dentes (quando presentes) e a prótese adequadamente, para a preservação da saúde oral e sistêmica, garantindo também a longevidade de um tratamento com próteses removíveis. A falta de higiene aumenta a predisposição dos pacientes ao desenvolvimento de patologias como a cárie dentária e os processos inflamatórios.

     Além de alterações patológicas, o acúmulo de restos alimentares e biofilme sobre a superfície da prótese ainda pode resultar em problemas como halitose, cálculo (tártaro) e manchas.

    Recomenda-se a utilização associada dos métodos mecânico e químico de higienização para obter um controle adequado da higiene. Sendo assim, o método mecânico baseia-se na utilização da escova dental, dentifrício e sabão neutro, onde o paciente deverá ter uma escova para higienizar a boca com creme dental e outra para a prótese utilizando sabão neutro. O método químico é realizado por meio da imersão da prótese em produtos químicos que possuem ação solvente, detergente, fungicida e bactericida. Dentre os agentes químicos destacam-se o hipoclorito (agua sanitária).

    A resina acrílica é o material utilizado para confeccionar as próteses odontológicas, ao utilizar creme dental e produtos abrasivos na higiene da prótese, ocorre desgaste na resina acrílica e, facilitando ainda mais o acúmulo de alimentos, perda do brilho e gerando problemas de adaptação da própria prótese. Por isso, sabão neutro é o ideal, juntamente com escova de fibras mais grossas, mais rígidas e mais longas que aquelas das escovas para dentes naturais

    Para utilizar o hipoclorito de sódio, de forma esporádica, é recomendado que a prótese de resina acrílica seja imersa numa solução de 15 militros de água sanitária diluídos em 300 militros de água durante, no máximo, 15 minutos a 20 minutos. No caso de próteses parciais removíveis metálicas, esse período não pode exceder a 5 minutos a 10 minutos, devido a corrosão que pode causar no metal. Decorrido esse tempo, as próteses totais e parciais devem ser enxaguadas e imersas em água fria durante toda a noite a fim de tirar o gosto e odor desagradáveis, além de minimizar os efeitos lesivos ao metal da prótese.

    Procure a orientação de um profissional cirurgião-dentista, a prótese funciona como um reservatório de microorganismos patogênicos é necessário a prevenção e controle do biofilme a fim de manter a saúde bucal, além de ter a segurança e sorriso desejado ao utilizar uma prótese de qualidade.

    Lidiane Lisik